Professor da UniSecal participa de Seminário em Segurança Pública no Espírito Santo

Docente integrou a mesa-redonda ‘Pensando as políticas e práticas do Sistema de Justiça Criminal por meio da etnografia’

O professor do curso de Direito da UniSecal, Dr. Aknaton Toczek Souza, participou, entre os dias 26 a 28 de junho, do ‘I Seminário de pesquisa Empírica em Segurança Pública’. Com promoção do Programa de Pós-graduação em Segurança Pública da Universidade Vila Velha (UVV), o evento teve como objetivo debater os diferentes métodos de pesquisa em segurança pública que podem instrumentalizar políticas públicas baseadas em evidências. O ‘Seminário’ contou com a participação de professores de vários estados e Aknaton foi o único representante entre as Instituições de Ensino Superior (IES) ponta-grossenses.

Durante as atividades, alguns temas foram discutidos como os resultados de investigações sobre o sistema prisional, adolescentes em conflito com a lei, violência doméstica, inquéritos policiais, violência em contextos escolares, entre outros assuntos.

Mesa-redonda

Na ocasião Aknaton, juntamente com o Prof. Dr. Acácio Augusto Sebastião Júnior (UNIFESP e UFES) e Prof. Dr. Pablo Ornelas Rosa (UVV), debateu sobre ‘Pensando as políticas e práticas do Sistema de Justiça Criminal por meio da etnografia’. Segundo o docente da UniSecal, há uma tendência internacional, e agora nacional, em se fazer pesquisa empírica no Direito. “Diria que o evento é fundamental, pois não podemos ficar mais discutindo o Direito e os fenômenos jurídicos desconectados da realidade, daquilo que acontece. E o Seminário vem para isso”, relata Souza.

No decorrer da atividade, o docente da UniSecal abordou o tema ‘O fenômeno reticular no Sistema de Justiça Criminal‘. Durante sua fala, Aknaton buscou debater sobre o exercício do Direito por meio de várias dimensões como: histórica, estrutural e subjetividade das práticas.

“Por exemplo, se você for estudar a polícia sem levar em consideração os outros agentes como Judiciário, Ministério Público, advogados, seria uma compreensão imparcial da realidade. Então, a ideia é tentar conectar todas as situações e fenômenos que ligam uma determinada prática ou fenômeno jurídico”, explica o professor.

Sobre a oportunidade de estar representando a UniSecal no evento, o professor de Direito comenta que “a UniSecal é uma faculdade pioneira em pesquisa empírica no campo do Direito, na região dos Campos Gerais. Nossos grupos de estudo têm se esforçado nesse tipo de pesquisa. Logo, é uma honra levar o nome da instituição para eventos como esse”, finaliza o docente.

Outras informações sobre o ‘I Seminário de pesquisa Empírica em Segurança Pública’ podem ser encontradas no site do evento.



1
Olá 👋
Podemos te ajudar?
Powered by